Tudo o que você precisa saber sobre o PLD

O que é PLD?

Para muitas empresas, o Mercado Livre de Energia se mostra como uma oportunidade de negociar melhores condições de contrato, escolher o fornecedor de energia e principalmente, economizar nas despesas com eletricidade. Neste ambiente, os parâmetros que influenciam os custos com eletricidade são diferentes dos do mercado cativo. O PLD é um dos dados que mais influência nos preços da energia livre.

O que é PLD?

O Preço de Liquidação das Diferenças — PLD é um valor baseado no Custo Marginal de Operação — CMO (custo por unidade de energia produzida para atender um acréscimo de carga no sistema), divulgado semanalmente pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica — CCEE. Este preço é calculado com base no despacho “ex-ante”, o que significa que é obtido a partir de dados anteriores, e é limitado por um valor máximo e mínimo determinados anualmente.

Além disso, o PLD é estabelecido em cada submercado do sistema elétrico brasileiro de acordo com os patamares de carga. O Operador Nacional do Sistema Elétrico — ONS define os sumercados como: norte, Nordeste, Sul e Sudeste/Centro-Oeste e estabelece os patamares de carga como: leve, médio ou pesado, que são a classificação dos horários em relação ao consumo de energia.

Por que o PLD foi criado?

Como as centrais hidrelétricas correspondem a maior parte do sistema elétrico brasileiro e seu funcionamento depende essencialmente do regime de chuvas no país, em períodos de seca, as usinas termelétricas, que são mais custosas, são acionadas. Nesse cenário, o PLD tem por finalidade encontrar a solução ótima de equilíbrio entre o benefício associado ao uso dos recursos hídricos e o benefício futuro de seu armazenamento.

Como é calculado?

O CMO é o principal insumo para a determinação do PLD e seu cálculo é feito a partir de modelos computacionais para realizar o planejamento da operação do sistema, que consideram além das condições hidrológicas, a demanda de energia, os preços dos combustíveis, o custo de déficit, disponibilidade de operação das termelétricas, a entrada de novos projetos, a disponibilidade de equipamentos de geração e transmissão.

Assim, os modelos determinam o menor custo de geração para atender a previsão para o período determinado, para cada patamar de carga e para cada submercado. Depois, os dados são tratados de modo a desconsiderar gerações de usinas em fase de teste e as restrições internas aos submercados na formação do PLD, pois deve haver igualdade de preço em todos os pontos de um submercado.

PLD Horário

A partir de 2021, o PLD será obtido em base horário, ou seja, será calculado diariamente em todos os horários do dia. Essa medida visa tornar os preços mais realistas, aumentar a eficiência de operação do sistema e melhorar a distribuição dos custos. Com o intuito de antecipar os impactos causados pela mudança, desde abril de 2018, a CCEE realiza o cálculo do Preço Horário Sombra. Dessa forma, é possível comparar com os valores do PLD semanal e estudar a adaptação dos agentes frente a mudança.

Como o PLD influencia nas despesas no ambiente livre

No Mercado Livre, a contratação de energia é firmada abrangendo um longo período, com base em uma previsão de consumo da empresa. Em determinados meses, o consumo pode ser maior ou menor do que o contratado. Assim, o déficit ou excedente de energia pode ser negociado. Neste contexto, o PLD é utilizado para valorar as diferenças nos volumes de energia a serem liquidados na CCEE e também serve de base para as negociações a longo prazo.

Ficou curioso para descobrir o quanto economizaria no mercado livre? Faça uma simulação e conte com a Copel Mercado Livre para esclarecer suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho dos textos