Energia com
economia
para sua
empresa
crescer.

A Copel Mercado Livre é uma empresa do Grupo Copel, uma das maiores do país. Criada para atuar no mercado livre de energia, oferece toda a garantia e confiança que sua empresa precisa para reduzir custos com energia elétrica.

Energia com
economia para
sua empresa crescer.

A Copel Mercado Livre é uma empresa do Grupo Copel, uma das maiores do país. Criada para atuar no mercado livre de energia, oferece toda a garantia e confiança que sua empresa precisa para reduzir custos com energia elétrica.

Como você pode economizar com a
Copel Mercado Livre?

A partir de janeiro de 2024, mudam as regras: se sua pequena ou média empresa pertence ao Grupo A de consumo e está ligada à rede de alta tensão, você já pode se beneficiar do mercado livre de energia elétrica. 

É muito fácil: você informa seu consumo, negocia preços e prazos de contrato.
Você pode economizar até 35% na sua conta de luz, em relação à modalidade tradicional.

aqui sua empresa economiza de verdade

Insira seus dados e simule sua economia

Insira seu email e entraremos em contato.







Se você já é cliente Copel, digite o número da Unidade Consumidora:
Aceito receber contato da Copel Mercado Livre







Se você já é cliente Copel, digite o número da Unidade Consumidora:
Aceito receber contato da Copel Mercado Livre

A importância de contratar agora.

Para que você possa aproveitar a economia e as vantagens da Copel Mercado Livre, é importante agilizar o processo. Seu contrato só estará vigente a partir da migração junto à distribuidora local. Corra e aproveite.

Migrar é fácil

Confira a campanha promocional da Copel Mercado Livre

Perguntas frequentes

O mercado livre de energia é um ambiente em que consumidores podem negociar diretamente contratos de fornecimento de energia elétrica com produtores. Isso proporciona maior flexibilidade e competitividade, permitindo a escolha de fornecedores, condições contratuais e fontes de energia. Ao participar, os consumidores têm a oportunidade de personalizar contratos conforme suas necessidades específicas, podendo incluir termos como preço, prazo e origem sustentável. Essa modalidade busca aumentar a eficiência no setor elétrico, diversificando as fontes de energia, promovendo a sustentabilidade e reduzindo custos para os consumidores em até 35%.

O mercado cativo de energia é o oposto do mercado livre. Nele, os consumidores estão vinculados às distribuidoras locais de energia. Nestas condições, não têm a liberdade de escolher fornecedores ou negociar termos contratuais, ficando sujeitos às tarifas estabelecidas pelas empresas de energia. Consumidores residenciais e pequenas empresas geralmente fazem parte do mercado cativo. Uma das desvantagens é a falta de flexibilidade nas escolhas, limitando as opções de contratos e fontes de energia. Regulamentadas, as tarifas podem não refletir as variações do mercado e não proporcionam a mesma personalização de contratos disponível no mercado livre.

N

o mercado livre, podem comprar energia os consumidores que atendam aos critérios de elegibilidade para se tornarem consumidores livres. Com a mudança das regras a partir de janeiro de 2024, que amplia o ambiente de contratação livre, todas as empresas do grupo A, atendidas em alta tensão, podem adquirir energia no mercado livre. Embora as regras passem a valer a partir de janeiro, desde já é possível firmar contrato para adquirir energia no mercado livre.

O mercado livre de energia pode ser uma opção vantajosa para o seu negócio por várias razões:

  1. Competitividade de preços: No mercado livre, os consumidores têm a possibilidade de negociar contratos diretamente com os fornecedores, resultando em preços mais competitivos em comparação com as tarifas reguladas do mercado cativo.
  2. Flexibilidade contratual: Você pode personalizar os termos do contrato, incluindo preço, prazo e fonte de energia. Isso oferece maior flexibilidade para adaptar o contrato de energia às necessidades específicas do seu negócio.
  3. Diversificação de fontes de energia: No mercado livre, é possível escolher fornecedores que oferecem energia proveniente de fontes renováveis, alinhando sua empresa a práticas mais sustentáveis.
  4. Gestão ativa de custos: A capacidade de negociar contratos e escolher fornecedores permite uma gestão mais ativa dos custos de energia, potencialmente resultando em economia.

É importante realizar uma análise detalhada, que leve em consideração a demanda de energia, perfil de consumo e condições contratuais específicas, para realizar a melhor contratação  para o seu negócio. A Copel possui especialistas em energia que podem ajudar a tomar decisões acertadas neste momento. Para saber mais, clique aqui.

No mercado livre de energia, sua conta passa a ser dividida em duas cobranças: A primeira, paga diretamente ao fornecedor ou comercializador de energia elétrica com quem você negociou o contrato, e a segunda, paga à sua distribuidora local e referente apenas aos custos da infraestrutura (postes, transformadores, redes de alta tensão, entre outros) necessária para que a energia seja entregue até você. Mas não se preocupe, a soma dessas duas cobranças ainda será menor do que o valor pago no mercado cativo.

Não, a migração para o mercado livre de energia não implica em risco de ficar sem energia. Mesmo que você escolha um novo fornecedor no mercado livre, sua distribuidora local continuará garantindo o fornecimento físico de energia e cuidando da manutenção da rede. Em casos de problemas técnicos ou emergências, você ainda poderá contar com a distribuidora para lidar com essas situações, independentemente do fornecedor escolhido no mercado livre.

Do ponto de vista da infraestrutura física, não há necessidade de realizar alterações ou adaptações na sua empresa após a migração para o mercado livre. A distribuição e entrega de energia continuam a ser asseguradas pela distribuidora local. Ao mesmo tempo, a escolha do fornecedor no mercado livre oferece flexibilidade comercial e a possibilidade de negociar condições mais adequadas às necessidades específicas da sua empresa.

A denúncia do contrato de energia elétrica refere-se ao ato de rescindir ou encerrar um contrato estabelecido entre o consumidor de energia e a distribuidora. É um passo importante na migração para o mercado livre de energia, pois serve de aviso à distribuidora que o contrato firmado não será renovado automaticamente no seu vencimento, permitindo ao consumidor maior flexibilidade para escolher fornecedores e adaptar os contratos de acordo com suas necessidades e estratégias de negócios.

A denúncia deve ser enviada pelo consumidor à distribuidora com pelo menos 180 dias de antecedência ao fim do contrato. Caso o consumidor não o faça, ainda existe a possibilidade de solicitar quebra contratual, mas poderá haver uma cobrança adicional junto à distribuidora.

Os custos para migração ao mercado livre são geralmente baixos ou até nulos. Quando necessário, poderá ser realizado algum investimento na adequação do sistema de medição, de acordo com exigências da distribuidora local.

A escolha de um fornecedor de energia no mercado livre deve levar em consideração vários fatores, incluindo preço, condições contratuais, fontes de energia oferecidas, reputação do fornecedor e serviços adicionais. A Copel é uma das maiores companhias elétricas do Brasil. A posição de prestígio da Copel no setor elétrico brasileiro é o resultado de 69 anos de experiência, competência técnica e inovação nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia.

Os preços de energia no mercado livre podem variar por diversos motivos, refletindo a dinâmica do próprio mercado e fatores econômicos. Algumas das razões para a variação de preços incluem a oferta e demanda por energia, as condições climáticas, variações no custo de transmissão e distribuição, flutuações no mercado financeiro, políticas governamentais, entre outros. Estar atento ao melhor momento para contratar energia é importante e pode aumentar ou diminuir o percentual de economia previsto.

Calculamos o desconto a partir da tarifa cobrada pela distribuidora local à qual o cliente está conectado, levando em consideração as características de consumo ao logo do tempo.

Sim, o mercado livre de energia está disponível para todo o Brasil. A partir de primeiro de janeiro de 2024, não haverá mais requisito mínimo de demanda e qualquer empresa ligada à alta tensão poderá participar.

A participação no mercado livre de energia no Brasil para consumidores de baixa tensão (como residências e pequenos comércios) é limitada. Atualmente, o mercado livre de energia é predominantemente acessível para consumidores de alta tensão, geralmente empresas com demanda de energia mais elevada. Há estudos conduzidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) com o objetivo de viabilizar a abertura do mercado para consumidores de baixa tensão a partir de 2026.

A modalidade de consumidor varejista é a forma mais simples de participar do mercado livre. Nessa modalidade, a Copel Mercado Livre assume todas as obrigações e responsabilidades da sua empresa perante a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE. A modalidade se diferencia, por exemplo, da forma tradicional, em que o consumidor se torna associado à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, e assume obrigações como pagamento dos emolumentos, abertura de conta corrente específica, pagamento ou recebimento das sobras ou déficits de energia, entre outras.

Apesar de uma situação rara, sua empresa pode voltar ao mercado cativo após a migração para o mercado livre de energia. A distribuidora local, contudo, tem o direito de aguardar até 5 anos para aceitar este retorno. Migrar com uma empresa sólida e com ampla experiência no setor é importante para garantir que sua experiencia no mercado livre seja a melhor possível, não sendo necessário o retorno ao mercado cativo.

A migração para o mercado livre de energia envolve alguns passos e deve ser realizada de acordo com os procedimentos estabelecidos pelas autoridades reguladoras do setor. Os passos gerais para migração são:

 

É fundamental estar bem informado sobre as regulamentações locais, buscar orientação especializada e realizar uma análise cuidadosa antes de tomar a decisão de migrar para o mercado livre. A Copel possui um time capacitado e pronto para auxiliar durante todo o processo.

Veja quem já migrou para
a Copel Mercado Livre.