Entenda o que é energia eólica, como é gerada e seus benefícios

o que é energia eólica, como é gerada e seus benefícios

A energia eólica é uma energia de fonte renovável proveniente do vento, aproveitada a partir de aerogeradores. Por ser abundante e ambientalmente limpa, vem se evidenciando em meio aos diferentes tipos de energias de fontes alternativas e já ocupa posição de destaque no cenário energético brasileiro. Neste contexto, o Mercado Livre é uma alternativa para a expansão da comercialização da energia eólica no país.

No Brasil, o primeiro aerogerador foi instalado em 1992, no arquipélago de Fernando de Noronha. Na mesma década, foram implementados outros projetos em energia eólica nas regiões Nordeste e Norte do país. Atualmente, a região Nordeste ainda é protagonista, sendo responsável por cerca de 80% da energia eólica gerada em solo brasileiro, que conta com 600 parques eólicos no total.

Como funciona uma turbina eólica?

A turbina eólica, ou aerogerador, é um equipamento que contém uma torre alta, feita de aço ou concreto, geralmente pintada de cinza claro, e duas ou três hélices constituídas de fibra de vidro, reforçadas com poliéster. As turbinas podem ser posicionadas em terra firme, onshore, ou no mar, offshore. As turbinas offshore funcionam com maior continuidade, em virtude da regularidade dos ventos marinhos.

As massas de ar giram as pás em torno de um rotor conectado a um eixo principal, que é ligado a um gerador para produzir eletricidade. Nesse processo, a energia cinética do vento é convertida em energia elétrica através do gerador. Para fornecer energia para uma comunidade inteira, são necessárias várias turbinas eólicas, que juntas constituem um parque ou uma central eólica.

Quais as vantagens em utilizar energia eólica?

Sob um aspecto geral, o principal ponto positivo está atrelado ao fato de que o vento é uma fonte gratuita e ilimitada. Além disso, a captação da energia eólica é uma prática sustentável, já que não polui, não gera resíduos e não libera gases de efeito estufa. Outra vantagem são os baixos custos de manutenção das turbinas. E ainda, a vida útil de uma turbina é de cerca de 20 a 25 anos.

No Brasil, as vantagens do emprego desse tipo de energia estão associadas à possibilidade de construir parques eólicos em propriedades rurais com plantações ou criações de gado, sem interferir nestas atividades econômicas. Outro aspecto é a predominância dos ventos favoráveis nas regiões costeiras, onde se encontra a maior concentração de linhas de transmissão devido à proximidade de grandes centros urbanos, ocasionando a redução dos custos dos projetos eólicos.

Diante disso, o Mercado Livre de Energia promove o crescimento de energias de fonte renovável, como a eólica. Nele, o consumidor da Energia Incentivada, ainda recebe desconto de pelo menos 50% na tarifa de transporte da energia. Por isso, a migração para o Mercado Livre com a COPEL é a solução para empresas que visam reduzir custos e o impacto ambiental.

Como uma central eólica é projetada? 

São muitos fatores em jogo quando se projeta uma central eólica. Idealmente, a área deveria ser a mais ampla e aberta possível, com poucos obstáculos. As turbinas precisam ser de fácil acesso para manutenção e reparo quando necessário. Quanto aos níveis de ruído, devem ser calculados para que a planta seja compatível com os valores estipulados na legislação. 

O fornecedor da turbina define o espaçamento mínimo entre elas, levando em conta o efeito que uma turbina pode ter sobre as outras quando estão muito próximas. Visto isso, o tipo certo de turbina deve ser escolhido tendo em mente as condições do vento, as características da paisagem do local, as normas locais, a conservação da natureza, a viabilidade de transporte das turbinas até o local e o risco de eventos extremos como terremotos. O tempo de construção é geralmente curto, um parque eólico de 10 MW, por exemplo, pode ser construído em dois meses.

Quanta eletricidade uma turbina eólica pode gerar? 

A produção de uma turbina depende do seu tamanho e da velocidade do vento que passa pelo rotor. Os aerogeradores produzidos hoje em dia possuem taxas de potência que variam de 250 W a 8 MW. Uma turbina eólica de 3 MW de potência pode atender às necessidades de eletricidade de cerca de 2.600 pessoas.

A velocidade e a direção do vento são fatores cruciais ao projetar a performance da turbina, são determinadas através de um equipamento chamado anemômetro, em uma avaliação prévia do recurso eólico. Geralmente, a média anual da velocidade do vento requerida é 4 m/s (metros por segundo) para pequenas turbinas eólicas e 6 m/s para plantas eólicas em larga escala. Quando os ventos atingem velocidades muito altas, próximas de 25 m/s, um sistema de segurança desliga a turbina automaticamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho dos textos