O gerenciamento de energia é uma ferramenta muito buscada para ajudar a reduzir ou controlar os custos com energia elétrica. Com isso, é possível garantir maior eficiência energética e ser mais sustentável.

A gestão de energia é a opção mais segura para diminuir o valor da fatura sem comprometer as operações do negócio. Por ser o principal insumo das empresas e o que costuma gerar grandes despesas, a energia elétrica precisa ser rentável. Independente do nicho do negócio, é imprescindível repensar o uso da energia para um formato inteligente e competitivo.

Gestão de energia: o melhor caminho

As estratégias para o melhor gerenciamento de energia dependem do perfil de consumo, pontos de ineficiência e necessidades especiais de cada empresa. São vários aspectos que podem envolver novos ambientes para contratação de energia (como o Mercado Livre), alterações de contrato, mudanças na tarifa e geração própria.

Mesmo com o melhor gerenciamento de energia, é preciso lembrar que ele não será tão certeiro se a eficiência energética não for um princípio da empresa. 

Os softwares são uma possibilidade

O gerenciamento de energia pode ser feito através de softwares que monitoram de forma automatizada, ininterrupta e em tempo real o consumo de energia elétrica. Ele registra e processa os dados e ainda oferece indicadores e relatórios para entender o desempenho do gerenciamento. Tudo isso sem depender de qualquer intervenção humana e com um alto nível de segurança e confiabilidade. Além de avaliar o consumo, os softwares que realizam o gerenciamento de energia facilitam outras rotinas voltadas à eficiência energética. 

Entre os outros benefícios que podem ser adicionados ao software, estão: sistemas de alertas, gestão de faturas, simulação de cenários e medições segmentadas. Quando usados em conjunto, os recursos tornam a gestão mais eficaz e facilitam a tomada de decisão futura.

Consultoria em gestão de energia

Para quem deseja um resultado ainda mais efetivo, uma consultoria em gestão de energia também pode ser uma ótima opção. Com isso, os benefícios da tecnologia são somados à expertise humana, com um serviço especializado e focado nas necessidades de cada empresa. Assim, boas estratégias podem ser montadas, customizadas e alavancadas com a ajuda de softwares.

Este serviço pode ser muito eficaz em diversos pontos, como a identificação de setores ineficientes, melhor tomada de decisões e tratativas com geradoras, distribuidoras  e comercializadoras de energia.

Ciclo PDCA

Outra ferramenta muito utilizada em um processo de gestão de energia é o ciclo PDCA. Ele traz quatro passos para orientar e controlar os processos nas empresas. Quando se trata de energia, o PDCA engloba a fase de planejamento de redução de consumo, a etapa de realização do que foi planejado, o momento de checar os resultados e, por fim, agir conforme o que foi analisado anteriormente.

ISO 50001

A ISO 50001, norma internacional para Sistemas de Gestão de Energia, busca certificar e facilitar o processo de gerenciamento. Segundo a ISO 50001, a gestão envolve inúmeros processos para alcançar uma política energética, como reduzir o consumo e usar a energia de forma adequada. Ela ainda prevê que as empresas devem monitorar o consumo de energia para melhoria do sistema.

Por mais que a norma facilite bastante o processo de gestão, as empresas não são obrigadas a obterem o certificado para garantir que fazem um bom gerenciamento de energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho dos textos